Portugal esteve sujeito na última década a um clima de recessão económica severo, ampliado pela globalização, cujos efeitos principais têm afectado drasticamente a população, particularmente os jovens, o futuro deste país.
É nestes momentos que importa ir buscar forças ao nosso íntimo colectivo, ver este clima não como um drama sem saída, mas antes como um conjunto de oportunidades, para potenciar o crescimento e desenvolvimento sustentado de cada um e de todos nós.
Os principais criadores de riqueza e de emprego, as empresas e organizações, têm em mãos um imenso desafio : a internacionalização. Dada a tipologia das empresas nacionais, na sua grande maioria micro, pequenas e médias empresas, a divulgação de experiências de outros pares, independentemente do seu grau de sucesso, contribui para a transmissão de conhecimento e valorização de todos, implementando a partilha de informações.
Deste modo, inspirado no concelho de Matosinhos, atualmente caracterizado por avultado investimento privado e dinamismo colectivo, surgem estas conversas dirigidas aos mais jovens, eles próprios portadores de um conjunto de formação e competências notável e que merecem uma oportunidade.
Vamos partilhar saberes e histórias em prol de todos nós. Acredito plenamente nestes jovens, nesta região Norte, nestas empresas e na nossa capacidade de, quando desafiados, superar obstáculos, conquistar novos horizontes e agarrar oportunidades. São 800 anos de histórias a contar e a motivar!
Vamos conseguir!

Rui Pinto Cunha
Comissário